rolê em paris e semana zapatista

Esta última semana estivemos em Paris por conta do doutorado do Oriel. Por coincidência, a mesma semana que aconteceriam diversas atividades em comemoração aos 20 anos do levante zapatista.
Motivados pelo aniversário da revolta, mas também com a intenção de quebrar com o silêncio da mídia, os Comitês de solidariedade com os povos de Chiapas em luta (CSPCL), com os indígenas das Américas (CSIA-Nitassinan), e outros grupos de Paris organizaram este evento para informar e divulgar essa experiência de resistência ao capitalismo que continua firme até hoje. E ao mesmo tempo fazer inspirar, pois em todos os cantos a lógica dominante ainda é de exploração e repressão.

Entre projeções de filmes, documentários, debates, exposição, música e manifestação festiva, conseguimos participar de algumas coisas.
Na terça estivemos numa exposição de fotografias e relatos sobre as escolas autônomas e a “Escuelita”, organogramas sobre o a estrutura das comunidades, direitos básicos e “leis”. Acabei não tirando foto, mas tem uma abaixo do Ori no bar onde rolou a exposição hehe.
Na sexta conseguimos ir na festa da CNT, que começou com a instalação de uma placa comemorativa na entrada do prédio. O local desenvolve solidariedade com a luta das comunidades zapatistas desde 1995 e a placa é em memória à “Aguascalientes” (territoire zapatiste), como o local foi declarado em 1996.
Ainda nesta noite houve projeção do documentário “La Tierra es de Quien la Trabaja”, sobre o Movimiento Unificado Campesino del Agúan que narra a violência e resistência frente aos processos de despejos dessas comunidades. Em seguida rolou um debate sobre gentrificação e a luta para manter os espaços, pois a CNT em Paris também está na batalha para continuar no “33”, local que ocupam desde os anos 70 e que tem uma importância histórica para o movimento operário.
Por fim a noite terminou dançante com o grupo “Cumbia Bamba”, animando geral com um cover de “nunca, pero nunca me abandones cariñito” :P

placas-cnt

e pra finalizar mesmo a semana, o contrôleur apareceu…

IMG_2019 cópia

A parte não tão legal do rolê é que fomos pegos sem bilhete no metro, especificamente em um dos túneis da estação de trêm Montparnasse. Bom, depois de um ano e meio “pulando catraca” na França, uma hora tinha que bobear :(

Anúncios

Um pensamento sobre “rolê em paris e semana zapatista

diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s