amanita muscaria no jantar

Com a quantidade de amanita muscaria encontrada pelas ruas na Finlândia, não teria como não nos interessarmos por esse belo fungo de cor vibrante, tão presente na cultura do entretenimento infantil (desenhos animados, games, etc.). Então fomos, eu e Oriel, em busca da origem e formas de utilização desse cogumelo. Mais pra frente, o Oriel vai falar no seu blog sobre os mitos, efeitos psicoativos e a presença simbólica desse cogumelo na religião e cultura popular. E no caso eu, vou falar aqui sobre nossa experiência culinária :)

Nos últimos anos, posso dizer que cogumelos foi uma das minhas melhores descobertas na cozinha. Suas texturas e gostos me agradam demais. Então, quando me vi aqui rodeada por estes (de graça, esperando para serem colhidos) não hesitei em experimentar.

A ideia de postar sobre esse cogumelo é mais para desmistificar a crença de que esse tipo de cogumelo não é comestível de jeito nenhum, que você vai parar no hospital e etc., argumentos muitas vezes utilizado até pelos finlandeses, que convivem com eles dia-a-dia nos bosques e ruas da cidade.

Antes de mais nada, amanita muscaria é sim tóxica, porém não o bastante para te matar. É possível ter efeitos como náuseas, vômitos e até alucinações. Porém, se não é isso o que você procura, a única coisa que é preciso fazer é desintoxicar :)

O processo é bem simples. Lavar e retirar os pontinhos brancos, ferver com uma boa quantidade de água e sal por cerca de 15 minutos, trocar a água e cozinhar por mais uns 3 ou 5 minutos. O que vai acontecer é que as substâncias vão sair na água, descolorindo o cogumelo e deixando a água amarelada. Pois é, seria bem mais interessante se ele continuasse com o aspecto inicial, mas é a consequêcia do processo. No fim do post vou deixar alguns links com mais explicações e um vídeo.

Então, depois da desintoxicação, nós assamos os cogus com azeite de oliva, orégano e pitadas de sal. E pronto, douradinhos e deliciosos… e sem nenhum efeito colateral :)

links:

vídeo com exemplo de desintoxicação: http://www.youtube.com/watch?v=T1MZSRnMmxA

relato sobre o encontro com o cara que escreveu um artigo desmistificando o cogunelo: http://fat-of-the-land.blogspot.fi/2010/12/down-rabbit-hole-with-david-arora-part.html

mais um relato: http://honest-food.net/2011/12/24/eating-santas-shroom/

Todos os links são em inglês, pois não encontrei outros interessantes em português :(