o jardim de Veijo Rönkkönen

Em uma cidadezinha finlandesa na borda com a Russia, no meio de uma estrada deserta, se encontra um curioso jardim cheio de estátuas de figuras humanas em diversas representações. Desde doces crianças dançando em um desfile até personagens macabros com dentes humanos.

DSC00928

Veijo Rönkkönen (1944-2010) trabalhava na produção de celulose da cidade (Parikkala), mas por cerca de 50 anos se dedicou as suas esculturas no jardim de sua casa. Seu trabalho é considerado o mais importante da arte folclórica finlandesa. Diversos interessados apareceram para comprar suas estátuas e outros surgiram com a intenção de tornar o seu jardim um parque turístico. Mas ele nunca quis vendê-las e não aceitava que cobrassem pela entrada em seu jardim. A única coisa que ele fazia questão é que quem passasse por lá assinasse seu livro de visitas.

DSC01051

DSC01013

Já faz um mês que visitei o parque de esculturas de Parikkala. Posso dizer que foi um dos lugares mais impressionantes que visitei na Finlândia. O cenário de inverno é bem interessante pela interação que rola entre as esculturas e o meio, no caso a neve cobrindo partes das estátuas e deixando o clima mais misterioso. O único problema mesmo é aquentar o frio. No inverno não tem nada aberto por perto, então sem lugar pra se aquecer a visita foi mais rápida do que eu gostaria. Vai ser difícil voltar algum dia lá, mas acredito que o verão é uma das melhores épocas pra visitar o parque, com a vegetação crescida e a temperatura amena. Também porque costuma rolar saraus e eventos festivos, o que deve dar um outro clima.

Um outro problema é o acesso ao parque. Ele fica bem afastado do centro da cidade e não tem nenhuma linha de ônibus que passa por lá, apenas alguns ônibus de viagem. Acabamos pegando um taxi no centro, que pela distância acabou saindo caro pra nós (€40 ida e volta). Por isso talvez seja melhor ir em grupo pra dividir essas despesas.

mais fotos aqui.

Parikkalan patsaspuisto, Finland.